top of page

App Easy Work - UX case study

Only in portuguese - Case of Mergo's UX Training course, with the theme of helping people during the pandemic.

Cover UX Case Study - App Easy work
O desafio

Com a pandemia causada pelo Covid-19, muitas pessoas perderam o emprego devido a crise que se instaurou na economia. Com isso, algumas pessoas tiveram que se adequar e buscar novas oportunidades de trabalho e fonte de renda. Nosso objetivo com esse desafio foi entender como auxiliar essas pessoas a se realocarem no mercado de trabalho.

Como nós podemos ajudar as pessoas que necessitam adotar novos hábitos e comportamentos em um cenário de pandemia e isolamento social, focando na vida profissional considerando o desemprego e empreendedorismo?

O cenário atual

No ano de 2020 tivemos uma crise que afetou diretamente a economia do país, graças a um motivo que ninguém esperava. Com a pandemia do Covid-19, declarada em março/20 pela Organização Mundial da Saúde, veio também a indicação do isolamento social, conhecido também como a quarentena.

Isso afetou diretamente os postos de trabalho, já que muitas pessoas não podiam se deslocar até a empresa, e com a redução da circulação, diversos negócios tiveram que fechar as portas.

De acordo com dados do IBGE, o desemprego subiu 27,6% em quatro meses de pandemia. Fonte: Agencia Brasil. O desemprego levou muitas pessoas a se adequarem ao cenário que o mercado de trabalho estava vivendo, buscando inovação.

Imagem de uma reportagem de jornal informando que a pandemia acabou com 7,8 milhões de empregos no Brasil

Mesmo com a crise, as empresas que se adequaram rapidamente ao distanciamento, e outras que enxergaram  oportunidades que surgem em meio ao novo cenário, ainda puderem crescer enquanto muitas encerravam as atividades. 

Objetivo do projeto

No processo inicial do planejamento, buscamos entender mais cenário do mercado de trabalho brasileiro durante a pandemia do corona vírus. Começamos com uma desk research para levantar as informações iniciais definimos então o nosso objetivo de criar uma solução que pudesse auxiliar as pessoas que estão desempregadas e buscando inovação a encontrar um trabalho de forma totalmente online, sem necessidade de se expor ao risco do Covid-19.

Primeira etapa de validação

Nesta primeira etapa de validação utilizamos a Matriz CSD para podermos identificar nossas certezas, suposições e dúvidas. Utilizamos a matriz para definir quais hipóteses deveríamos validar e quais informações ainda precisaríamos levantar através das pesquisas qualitativas e quantitativas

Matris CSD
Usuários

A partir de dados encontrados na pesquisa quantitativa, identificamos como usuários: homens e mulheres, de 36 a 55 anos, que atualmente estão desempregados, boa parte devido ao impacto do Covid-19.

 

Perfil e contexto dos usuários

Inicialmente realizamos um briefing com as informações coletadas nas pesquisas quantitativas e qualitativas, para entender melhor o contexto dos usuários.

Brefing com post its de objetivos, motivações, frustações, rotina e background

Definimos uma persona para uma melhor compreensão do problema, além do mapeamento da jornada, contendo as principais características obtidas através das pesquisas quantitativas e qualitativas, conforme mostrado abaixo:

Persona criada com o nome de Verônica Souza, uma mulher de 40 anos que trabalha com tecnologia, tendo como frase principal "Ser feliz é enfrentar as dificuldades sem perder o prazer de viver
Jornada do usuário, com etapas de busca de emprego e principais oportunidades

Pesquisa quantitativa

Tivemos 490 respostas, com os principais resultados apresentadas abaixo na pesquisa quantitativa, feita no Google Forms:

Consolidado da pesquisa quantitativa onde vimos que 25% dos entrevistados estão desempregados
Pesquisa qualitativa

A partir dos resultados das pesquisas quantitativas, aprofundamos os conhecimentos sobre os hábitos e as dores dos usuários, através de entrevistas realizadas com 3 pessoas. Os maiores aprendizados foram:

 

• As pessoas costumam procurar emprego através de indicações de amigos;

• Dificuldade em conciliar a rotina de casa com o trabalho, principalmente pessoas com filhos.

• Usam o tempo que dispõe no momento para investir em estudos e ter uma oportunidade melhor na carreira.

• A possibilidade de home office é atrativa no momento de escolher uma vaga.

 

Alternativas de solução

Com base em insights gerados pelos resultados das pesquisas, na etapa de ideação criamos um plano de ação de como poderíamos ter funcionalidades no sistema que pudessem ajudar a resolver as dores do usuário.

Fluxo de tarefa da proposta de solução

As funcionalidades priorizadas foram:

 

• Possibilitar que a pessoa que busca o emprego peça indicação aos amigos através da ferramenta.

• Descrever as vagas com o detalhe das modalidades que se aplicam..

• Permitir que o usuário agende sua entrevista tendo mais autonomia conforme os horários disponibilizados pelas empresas.

 

A solução

Com as alternativas priorizadas, chegou o momento da ideação. Para isso, revisitamos tudo o que havíamos construído e realizamos anotações dos pontos mais importantes que haviam se destacado até o momento. 
 

Na etapa de prototipação, todos os integrantes do time desenharam as primeiras telas do aplicativo no papel, usando a proposta de ideação do Design Sprint Crazy 8, onde cada integrante do grupo fez uma proposta com 8 telas em 8 minutos e finalmente os primeiros rabiscoframes individuais.

Rabiscos frames iniciais feitos no papel

Wireframes e Fluxo do Usuário

Partimos então para transformar o protótipo do papel em uma versão navegável criando um protótipo de baixa fidelidade utilizando o Figma. Dessa forma poderíamos validar a ideia com nossos usuários. As telas iniciais podem ser conferidas abaixo.

Wireframes

Testes de usabilidade

Para realizar a etapa de validação, criamos um plano do que precisaríamos validar com os usuários, para chegarmos na entrevista com as necessidades mapeadas.

planejamento de testes de usabilidade com objetivos, questões e hipóteses

Após validação com usuários reais, elaboramos mais um processo para melhorar o produto, criando uma matriz com os principais dados coletados e insights para realizar ajustes. 

Matriz de UX reserach com dados coletados, insights e ajustes para serem feitos

Uma das citações dos usuários que destacamos é:

 

"Bem tranquilo. Ele [o app] dá as indicações do que fazer"

 

A maioria dos usuários se saíram bem no decorrer do teste, inclusive levantaram algumas novas sugestões dos, mas acima de tudo priorizamos a correção de erros indicados. Entre os principais temas para correção, listamos os seguintes ajustes;

 

• Ajuste no menu inferior;

• Indicar de forma mais clara a correspondência do perfil com a vaga;

• Priorizar a funcionalidade de solicitar indicações de amigos que trabalham na empresa;

 a forma que os usuários interagem com a ferramenta e o que deveríamos ajustar no projeto, além de validar hipóteses que criamos na etapa de ideação para garantir que nem sempre nossas ideias são as melhores para o usuário quando chegamos no testes de usabilidade. Também foi fundamental a importância da experiência do usuário acima de questões visuais, pois nem sempre o que é bonito será usável e acessível.

 

Após os testes definimos também um canvas de Proposta de Valor para determinar o modelo de negócio necessário para começar e manter o aplicativo.

Business model canvas

Com a finalização dos testes e definição dos ajustes necessários, melhorando o protótipo deixando mais visual conforme os apontados dos usuários. 

 

Clique aqui para acessar o protótipo navegável!

UI Cover
Conclusão e aprendizados

Ao final do projeto, entendemos que todas as etapas foram fundamentais para entender o usuário e desenvolver um produto que atenda à sua necessidade. Desde a explanação do tema com a desk research até a validação com o protótipo navegável.


Agora o objetivo é melhorar o produto conforme as deficiências identificadas no teste de usabilidade para desenvolver o protótipo de alta e seguir com o desenvolvimento do MVP. Assim todo o fluxo é iniciado mais uma vez.

 

Equipe

Este projeto que foi nomeado como "Easy Work" e foi realizado de forma colaborativa por um grupo formado por 6 integrantes durante o curso de Formação em UX Design da Mergo:

Bruno Kobashigawa de Lima
Cassiana Ferraz
Elen Junia Nascimento Oliveira
Isabella Rifor
Maria Clara Tarrafa
Thiago Souto Pereira

 

Obrigada por ler este artigo!

bottom of page